Começando com TikZ

Para programar em TikZ, você precisa primeiro saber o mínimo sobre a programação em LaTeX. A internet é sua aliada, e nela você pode encontrar tutoriais detalhados sobre o LaTeX e derivados.

Caso você queira se aventurar a partir deste post, siga as brevíssimas instruções abaixo.

1. Instalando o LaTeX

Você precisa instalar o LaTeX para operar com TikZ. O programa LaTeX vem dentro do que chamamos de distribuição: um conjunto (enorme) de programas que auxiliam e dão suporte ao programa principal, no caso, o LaTeX. Parece complicado à primeira vista, mas logo cedo você se acostuma. Novamente, sugerimos: procure tutoriais na internet!

As duas distribuições LaTeX mais comuns e aconselhadas são:

  1. MiKTeX, que roda no Windows, ou
  2. TeX Live, que roda tanto no Windows quanto no Linux.

A instalação de uma ou de outra é simples:

  • No Windows, basta acessar um dos sites indicados, fazer o download do programa e instalá-lo como de praxe. Para iniciantes, aconselhamos a distribuição MiKTeX.
  • No Linux, você deve instalar a TeX Live, encontrada nos repositórios de software de sua distribuição. Caso esteja usando a Ubuntu ou derivadas, digite no terminal de comandos:
sudo apt-get install texlive texlive-latex-extra

Instalação feita, vamos ao nosso primeiro programa.

2. Editando programas TikZ

Existem duas maneiras de se programar em TikZ:

  • A primeira, mais tradicional, é incluir o programa dentro de um arquivo tex. É possível também, a partir desse arquivo, criar um figura independente em PDF. Essa é a maneira que fortemente aconselhamos, por dar mais flexibilidade de desenvolvimento de ilustrações complexas
  • A segunda, é usar algum editor de programas TikZ, como o QTikZ, disponível para Windows ou Linux. Essa é a maneira ideal para desenhos simples, testes rápidos e usuários iniciantes.

Vejamos como proceder nas duas maneiras.

2.1. Editando arquivos TeX

No editor de texto de sua preferência, crie a estrutura de um programa LaTeX especificando a classe do documento como standalone:

\documentclass{standalone}

\begin{document}

\end{document}

A região compreendida entre documentclass{standalone} e begin{document} é chamada de preâmbulo. Em nosso preâmbulo, acrescente as três linhas seguintes, que permitem o uso de texto em português, com acentos e divisão silábica:

\documentclass{standalone}

\usepackage[brazil]{babel}
\usepackage[utf8]{inputenc}
\usepackage[T1]{fontenc}

\begin{document}

\end{document}

Acrescente logo depois o pacote TikZ com o comando usepackage{tikz}:

\documentclass{standalone}

\usepackage[brazil]{babel}
\usepackage[utf8]{inputenc}
\usepackage[T1]{fontenc}
\usepackage{tikz}

\begin{document}

\end{document}

As figuras em TikZ são criadas no corpo do documento, dentro de um bloco que começa com begin{tikzpicture} e termina com end{tikzpicture}:

\documentclass{standalone}

\usepackage[brazil]{babel}
\usepackage[utf8]{inputenc}
\usepackage[T1]{fontenc}
\usepackage{tikz}

\begin{document}
  \begin{tikzpicture}

  \end{tikzpicture}
\end{document}

Essa é a estrutura de um programa típico em TikZ. Supondo que ele foi salvo com o nome figura001.tex, sua execução é feita com o comando pdflatex figura001.tex. Com isso, uma figura em pdf será criada no mesmo diretório em que foi gravado seu arquivo.

2.2. Editando com o editor QTikZ

Se você deseja simplificar seu trabalho para desenvolver figuras simples rapidamente, recomendamos que você instale o programa QTikZ em seu computador. No Windows, baixe-o através do link

http://www.hackenberger.at/blog/ktikz-editor-for-the-tikz-language/.

Em distribuições Linux baseadas no Ubuntu, encontre-o nos repositórios de programas, digitando

sudo apt-get install qtikz

Após instalado, execute o programa, que terá a seguinte interface:

Interface do QTikZ

O bloco no qual vamos inserir nosso programas é o grande espaço em branco à esquerda, chamado de área de programação. No retângulo denominado Preview, à direita, aparecerá a figura, que poderemos exportar em diversos formatos.

Um programa nesse ambiente é feito com a inserção o bloco tikzpicture na área de programação e, dentro dele, o código que desejamos, como mostra a figura a seguir:

Primeiro programa e visualização

Apesar da facilidade de operação, o editor QTikZ teve seu desenvolvimento congelado há anos. Por isso, aconselhamos que você se acostume a criar suas figuras através do editor de texto de sua preferência.